domingo, 4 de maio de 2014

8º Capítulo - "Beija-me só!"

Bem, aqui está um novo capítulo, que na minha opinião, não está nem pouco mais ou menos como queria, acho que está "secante", digamos assim, peço desculpas mas mesmo assim, deixem os vossos comentários, quem a cima de tudo tem de apreciar verdadeiramente são vocês. besitos <3



- Não! Não estou a pensar acabar nada, mas porra achas isto normal?!
- Fi, olha para mim! Pára de fazer perguntas ok?! Não, óbvio que não acho isto normal, mas ele está com medo, dá o desconto!
- Não consigo! Ele está com medo?! Então e eu?! Eu amo-o, amo-o mesmo mas temos de limpar isto, e com toda a confusão nem pregar olho conseguiria! achas mesmo que não queria dormir com ele?! A maneira como me falou,…nem sei o que pensar!
- Eu sei que ias até ao fim do mundo com ele, eu sei disso portanto pára de por tantas perguntas na tua cabeça, não tarda o outro atrasado chega com ele e vocês falam, mas por favor, percebe que ele tem medo, só te peço isso! – Disse a Mónica abraçando-me.
- O outro atrasado?! Minha parva, gostas pouco gostas! Mas vá, eu já estou mais calma, vou ver se começo com isto, porque não tarda temos os vizinhos à porta.
- Eu ajudo princesa! Gosto, como ídolo, tipo olhas para um homem e pensas “até que é jeitoso” e pronto, só isso, mas ele, faz de tudo para me despachar, sim porque contigo está ele sempre bem! – Resmungou começando a pegar nas esfregonas.
- Sim claro, e tu olhas-te para ele e acho que foi mais “até que é lindo de morrer e estou completamente babada”. Óbvio que se dá comigo, sou namorada do Rúben. – Disse a rir.
- Elá que ela já ri!
- Que animadas elas. – Comentou o Rafael, chegando com o Rúben e o Rodrigo.
- Já devias saber Rafa. – Ria a minha melhor amiga.

(Rúben)

- Podemos falar? – Perguntei a medo à minha namorada.
- Podemos, claro. – Respondeu ela ficando exactamente no mesmo sítio.
- E podes chegar sequer perto de mim? Por favor! – Pedi.
- Ah, sim. – Disse, chegando-se perto.
- A gente devia deixar eles sozinhos. – Acabou por dizer o Rodrigo.
- Sim, claro, eu vou começar a limpar a casa de banho. – Respondeu a Mónica, puxando o Rafael.
- Eu ajudo vocês. – Finalizou o Rodrigo.

Estava a vê-la com os olhos inchados, cabelo despenteado, pijama vestido, só me apetecia beijá-la, abraçá-la e não larga-la nunca mais. Como ela é linda, era só nisso que conseguia pensar! Como era possível ter duvidado seja do que for por parte dela?! Estava a sentir-me um grande idiota.

- Então e o que querias falar? – Ao ouvir a voz dela, estremeci.
- Quero pedir-te desculpa pelo que disse e da maneira como disse. Nunca deveria ter duvidado de ti, quer dizer, eu sei que dormirias comigo, mas também me estava a sentir mal, é horrível saber que és amada por mais alguém que não eu, percebes?! Apesar de que iria lutar sempre por ti, aliás é isso que vou fazer todos os dias, o resto da minha vida, mas custa, e disse o que não devia, a sério, desculpa mesmo princ,.. Fi! – Todas as palavras me tinham saído do coração, ela estava magoada, percebia-se.
- Estás desculpado, também te peço desculpas por não ter aceitado, mas preciso mesmo de limpar isto Rúben, e não estou minimamente interessada no Diogo, eu quero-te é a ti, devias ter certezas disso, aliás, ele não gosta de mim, tu sabes!
- Tu é que me estás a pedir desculpas?! Não sejas tonta! Sim, eu devia ter percebido isso mesmo, mas eu fico cá a ajudar, e sim, eu vou tentar ser mais seguro nestas coisas.
- Peço desculpas sim. Espero mesmo que consigas ser mais seguro, pelo menos posso tentar ajudar. E não, não vais ajudar nada porque tens treino hoje, e é importante porque vais ter jogo amanhã.

- Por favor princesa, deixa-me ajudar. – Disse puxando-a para mim, dando-lhe um beijo de seguida.


- Tu consegues quase tudo com beijos destes ó príncipe! – Disse ela a sorrir.
- Isso foi um sorriso de tás-perdoado-Rúben?
- Sim pode ser Rú, tu sabes que tás desculpado, mas agora falando muito a sério, vai para casa dormir, porque o treino de hoje é mesmo importante amor!
- Ui, até já há nomes fofos, eu prometo que a partir de agora este namoro vai ser perfeito, nunca mais vou ser tão burro.
- Cala-te ó feio!
- Beija-me só! – Desafiei.


- Deves estar a brincar comigo ó princesa!
- Eish que aparecemos no momento errado Rafa! – Comentou a Mónica.
- É parece que os meninos já estão bem. – Disse o Rodrigo.

(Filipa)

- É parece que sim, então e vocês também já se resolveram?! – Perguntei olhando para a minha melhor amiga.
- Tás a olhar para mim porquê?!
- Tu e o Rodrigo, dão-se assim tão mal porque,..
- Porque sua melhor amiga é muito teimosa, eu já disse pra ela que deveríamos todos dar-nos bem, mas ela, irra, não deixa!
- Desculpa?! Eu é que sou teimosa?! Quer dizer, no restaurante tás todo queridinho e depois só queres é desaparecer e eu aqui é não deixo o que quer que seja!
- Ei, tenham lá calma. – Acalmou-os o meu príncipe.
- Já vi coisas sérias começarem por menos,..enfim, meninas precisam de ajuda?! – Perguntou o Rafa.
- Olha tu tá masé calado!
- Ei, bf, acalma-te! Não Rafa, vão dormir que nós damos conta disto!
- Princesa,..posso pedir-te uma coisa? – Pediu o Rúben a medo.
- Sim, diz lá!
- Posso pelo menos dormir aqui em tua casa, nem que seja no chão, deixa-me pelo menos estar perto de ti. – Implorou.
- Pronto, tudo bem, mas dormes na minha cama. E tu Rafinha ficas cá?
- Não, eu vou indo, e levo o Rodrigo.
- Está bem, então até logo, beijinhos. – Mandei com a mão para os dois meninos.
- Até logo! – Disse a Mónica. – Bem, vou começar pela casa de banho meninos!
- Está bem, e tu vais deitar-te príncipe! – Disse eu virando-me para o Rúben.
- Pronto, eu vou mas dás-me um beijinho de boa noite? É que vou ter saudades tuas. – Fez beicinhos.
- Ai tão lamechas que eu ando.
- Gostas!
- Amo!


Despedi-me do Rúben, saí do quarto e comecei com as limpezas na sala, estava com sono, mas o trabalho tinha de ser feito. Comecei a sentir-me tonta, pensava que seria apenas por ter jantado pouco, mas senti-me a fraquejar, e só me lembro de ter tentado chamar pela Mónica.