quinta-feira, 24 de abril de 2014

3º Capítulo - "Porque estás com essa cara?! não estás a gostar?"

Bem, olhem, apeteceu-me dar-vos um mimo, porque vocês estão a ser incansáveis. vão lendo e comentando, vocês são espectaculares, e apesar de serem pouquinhas, são muito boas $:
Besitos, espero que gostem, e que não achem demasiado.


Agarrou-me no braço e puxou-me à parte.

- Almoça comigo, ficámos de falar sobre ontem, por favor. – Suplicou.
- Almoço sim, assim podemos falar mais à vontade, já que temos três pares de olhos postos em nós, o que não me está a deixar muito confortável. – Disse com o maior sorriso que algum dia tinha feito.
- Então, até logo princesa. – Disse a minha melhor amiga quando me viu a sorrir.
- Até logo, amo-te melhor amiga. – Disse dando-lhe um beijinho.

O Rúben levou-me a um restaurante à beira da praia, era uma vista realmente lindíssima e escolheu bacalhau com natas para o almoço, e era realmente divinal, ele era muito querido e ficámos a conhecer-nos melhor, muito melhor até.

Ao almoço acabámos por falar de tudo, tanto do nosso amor pelo Benfica, como as mais simples coisas como as nossas famílias e os meus estudos, ele estava realmente interessado e isso acabava por deixar-me derretida, o que não lhe passou despercebido.

- Porque estás com essa cara?! Não estás a gostar? - Perguntou ele inseguro.
- Achas mesmo?! Só estou assim derretida com a tua preocupação em conhecer-me melhor. – Disse corada.
- Oh, corada ficas linda. – Disse ele.
- Pronto, e a continuares a dizer essas coisas daqui a nada tenho a cara tal como a camisola do Benfica. – Disse, provocando gargalhadas da parte dele que me deixaram completamente rendida àquele homem.
- Não tem mal se isso acontecer. Olha não me quero meter na tua vida, só que o Rafael falou-me disso e,.. O teu namoro foi assim tão mau? – Disse ele a medo.
- Ah isso, o namoro em si, não, não foi mau, mas quando descobri que ele se entretinha com a “outra” quando não estava comigo deixou-me em baixo e furiosa, porque até gostava dele não é?! – Esclareci.
- Mas o vosso fim está certo? – Perguntou com uma certa esperança.
- Mais que certo. Então e tu, a sortuda? – Brinquei, sendo que não me apetecia nada que houvesse realmente uma “sortuda”.
- Não há sortuda, acabámos há algum tempo mas se queres saber, aquilo era tão arranjado que nem me sentia bem, conheci-a através do David Luiz, lembras-te certo?
- Sim, claro, quem se esquece daqueles caracóis?! – Ri.
- Realmente, ninguém mesmo! Mas pronto, como nos conhecemos a partir dele e o David queria arranjar-me alguém, quase me senti obrigado, mas não estava a aguentar, e desde há uns tempos para cá sinto-me mais aliviado.
- Não te preocupes com isso, quem tiver de ser a pessoa certa vai aparecer, seja amanha ou daqui a três anos, e vais ver que não vais estar nada à espera e de repente, estás apaixonado.
- Sim, acredito que sim. – Disse com o maior sorriso que alguma vez tinha visto nele.

Acabámos por sorrir um para o outro e continuar com aquele almoço delicioso, até que ele propôs um passeio pela cidade de Lisboa, passeio esse que não recusei.
Fomos até belém, comemos os tão famosos pastéis, e passeámos pelo jardim, até que ele me agarrou na mão e me fez virar para ele.

- Janta comigo Fi. – Pediu fazendo uma espécie de beicinho.
- Com essa idade e a fazer beicinho menino Rúben? – Sorri.
- Desde que jantes comigo, faço beicinho até aos cem anos. – Riu
- Que piadinha, mas sim eu janto, mas com uma condição.
- Que condição?
- Pago eu!
- Oh, não deixa-me pagar, por favor.
- Eu não gosto dessas coisas e eu também posso pagar, está bem?
- Tem mesmo de ser não é?
- Sim. – Sorri vitoriosamente.

(Rúben)

Dei-lhe um beijinho prolongado na bochecha e senti o meu corpo estremecer. Como era possível ela mexer assim comigo? Acabámos por sair do jardim por volta das 19h30 e fomos jantar. Para ela não pagar eu decidi que o jantar iria ser em minha casa, no terraço, tenho a certeza que iria adorar.

- Rúben, porque estamos aqui?
- Então vamos jantar em minha casa.
- Então e a parte de eu pagar?
- Fica para depois, vou fazer o jantar, põe-te à vontade.
- Nem penses, eu ajudo e não reclames. – Disse pondo a mão dela sobre a minha boca.

Fui enchendo a mão dela de beijinhos até chegarmos à cozinha, pois só aí ela tirou a mão para eu não reclamar. Fizemos uma lasanha, que por sinal, ficou deliciosa.
Estava disposto a perceber o que realmente sentia por ela, naquele jantar, e por entre tanta conversa e de ter tocado várias vezes na mão dela e de lhe fazer festinhas nas bochechas, comecei a perceber que ela não era propriamente uma conhecida, ela fazia-me estremecer, e isso era bom, o que eu estava a sentir estava a deixar-me realmente feliz. Dois dias, é verdade, este tipo de amor pelos vistos existe.

(Filipa)

O tempo que tive com o Rúben, que foi praticamente o dia todo fez com que percebesse que ele é uma excelente pessoa, eu não era “doida” por ele, eu neste momento sentia carinho, e um carinho muito grande, qualquer rapariga se baba com as atitudes certas dos rapazes, e este era sem dúvida um que nunca errava.

Acabámos por comer e entre tanto carinho mostrado por parte dele eu ia caindo na tentação de o beijar, mas recuei a tempo, antes do meu coração ceder.

- Rúben, nem sabes o quanto eu queria poder parar o tempo para este momento não acabar, mas eu tenho mesmo de ir, amanhã tenho faculdade e entro cedo.
- Sinto o mesmo, será que não posso ficar assim para sempre contigo? – Disse encostando a sua testa na minha.

Estava quase, quase a ceder, quando o meu cérebro decidiu funcionar melhor que o coração e afastei-me, dei-lhe um beijinho na bochecha e ele sorriu, ofereceu-se para me levar a casa e assim foi, assim que me deixou esperou que entrasse para seguir caminho, tínhamos combinado ele mandar mensagem quando chegasse.

"Olá Fi, já cheguei a casa, e agora vamos dormir para amanhã termos mais um dia maravilhoso, vou buscar-te à faculdade e vamos comer juntos, e passar mais uma tarde boa, que me dizes? Beijinhos."


Assim que li a mensagem suspirei de tal maneira alto que a minha melhor amiga reparou e assim que lhe contei tudo, estava ela mais histérica que eu.



-Ai bf vocês vão ter aquelas histórias de amor lindas, estou mesmo a ver.
- Oh bf não é bem assim, estamos a conhecer-nos melhor, mas sim, estou a gostar imenso dele, é uma espécie de amor à primeira vista, e agora à medida que o vou conhecendo, vou ficando mais rendida, e se hoje a minha cabeça conseguiu ser mais forte, da próxima vez já não tenho tanta certeza.
- Tens medo?
- Muito! Medo de o desiludir, medo de não ser boa o suficiente, sei lá, já me sinto assim e nem temos nada. Dois dias, tens noção?! Dois dias! Como é que isto é possível?
- É possível quando as pessoas estão destinadas. Chama-me o que quiseres, mas eu acredito em amor à primeira vista e agora relaxa, vai tomar um duche, e responde-lhe, mas acima de tudo, não desesperes por favor, eu estou aqui.
- Mas viste o tempo que tive para ser com o Diogo?! Sinto-me confusa, mas obrigada melhor amiga. - Disse abraçando-a fortemente.
- Não compares, o Diogo não vale a pena, e o Rúben, opá é um querido contigo. Não faças filmes e vai despachar-te que temos de ir dormir. – Sorri.

Tomei um duche rápido, e acabei por lhe responder, e adormecer de seguida.

"Olá Rúben, vamos dormir sim, ui tanta coisa boa junta, habituas-me mal assim $: Se não te importares depois gostava de falar contigo, e vou ser-te franca, é sobre o que neste momento estou a sentir. Dorme bem, beijinhos."

5 comentários:

  1. Mas, mas... não há mais bf? Oh pá, juro que ficava a ler o día todo! Isto parece tão pouco! Mas pronto, foi um miminho muitissimo bom princesa!
    E aquí vai mais do mesmo/sempre, amooo amoo amoo!
    O Rú é tipo kbdspbdgñogkkc com a Fi, ela é tipo super querida, eles dois juntos dá perfeição na certa!
    E mais uma vez, sei o que ai vem, mas o próximo, e o outro e o outro que venham o quanto antes!
    Amo-te melhor amiga e estou sempre aquí <3

    ResponderEliminar
  2. Olá

    Adoreiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii !!!!!!!!!!!!!!



    Beijinhos


    Catarina

    ResponderEliminar
  3. Olá!
    Muito obrigada por este miminho foi muito apreciado :P
    A Fi e o Rúben são hiper mega fofos!!!!*O* as coisas entre eles estão tão bem encaminhadas que mal posso esperar para ler os proximos capitulos!
    Quero saber como vai correr o dia seguinte!! :D
    Beijinhos
    Rita

    ResponderEliminar
  4. Ola :)
    Opa eles são tão fofos!Adorei ;)
    Quero o próximo despreza sff ;)

    ResponderEliminar
  5. Olá!!
    Aiiiii *___* Mas eles conseguem ser mesmo fofos um com o outro! O Rúben é tão querido com ela!
    Nem sei como ela resistiu a beijá-lo! Mas cheira-me que há próxima não deve resistir!
    Mas quero mais muito mais que isto ta a saber a pouco!
    Vou já ler o próximo!
    Beijinhos
    Sofia

    ResponderEliminar